HOME > AGRONOTÍCIAS > Argentina: Macri aposta no trigo transgênico
Argentina: Macri aposta no trigo transgênico

Argentina: Macri aposta no trigo transgênico

O presidente da Argentina, Maurício Macri, marcou uma reunião surpresa com lideranças agrícolas do setor público e privado do país para tratar de assuntos relacionados ao lançamento de uma variedade de trigo geneticamente modificado. A atitude contrariou uma declaração da Secretaria da Agroindústria de que essa variedade não seria lançada, visto que poderia prejudicar as exportações do cereal. 

Antes da reunião, ninguém no setor privado sabia exatamente o motivo do chamado. Mas o presidente Macri decidiu conhecer em primeira mão tudo sobre o caso do trigo HB4, uma cultura transgênica desenvolvida pela empresa nacional de biotecnologia Bioceres para a tolerância à seca, e a conveniência de liberá-la ou não. 

Fontes do portal eFarmNewsAr.com disseram que o Presidente Macri fez muitas perguntas e prestou atenção a cada resposta. Ele se absteve de emitir um julgamento ou opinião, mas todos entenderam que o presidente queria se envolver no caso. “Foi uma rica troca de ideias”, disse a fonte.

Existem dois lados no embate sobre a aprovação ou não do trigo transgênico, os que querem e os que não querem serem os primeiros a lançar a variedade. Segundo o portal o presidente Macri teria ordenado aos presentes que chegassem a uma solução que harmonizasse os avanços da ciência local com o fluxo comercial que preserva as exportações e os mercados de trigo. 

Participaram da reunião o secretário da Agroindústria, Luis Miguel Etchevehere, o presidente do Instituto Nacional de Tecnologia Agrícola (INTA), Juan Balbin; o presidente do Grupo Los Grobo, Gustavo Grobocopatel; o presidente da Bioceres, Federico Trucco; o presidente da indústria de moagem de trigo, Diego Cifarelli; o líder da cadeia do trigo (Argentrigo), David Hughes; e o chefe de assessores de Etchevehere, Santiago del Solar, entre outros. 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ir para o topo da página
Pular para a barra de ferramentas