HOME > DESTAQUES > Com gols de Nico López, Inter estreia com vitória no brasileirão 2018
Com gols de Nico López, Inter estreia com vitória no brasileirão 2018

Com gols de Nico López, Inter estreia com vitória no brasileirão 2018

O acaso consertou a escalação ofensiva do Inter e Nico López comandou a vitória sobre o Bahia, no retorno à Série A do Brasileirão. O uruguaio saiu mais uma vez da reserva e foi a estrela da partida, anotando dois gols e criando várias chances no 2 a 0 que garante os primeiros três pontos colorados. O próximo desafio será pela Copa do Brasil, quinta-feira (19) em Salvador.

O Inter enfrentou um primeiro tempo complicado, contra um adversário enjoado que não se limitou a apenas marcar em seu campo. Apesar dos frequentes erros de passe, o Colorado conseguiu algumas boas triangulações e, numa delas, saiu o gol para arrancar em vantagem.

A primeira chance veio em bola cruzada de D’Alessandro, aos sete minutos. Ele levantou na área, a zaga afastou e William Pottker tentou o chute no rebote, mas carimbou a defesa. O Bahia respondeu quatro minutos depois. Léo mandou na área, Lomba e Iago bateram cabeça e quase sobrou para Edigar Junio na pequena área. Edenilson despachou para longe o perigo.

Hiato criativo

Depois disso, o jogo caiu de qualidade e as bolas longas viraram tônica, sem resultarem em chances de lado a lado. Apenas aos 25 que o Inter voltou a ameaçar, e na bola parada. D’Ale cobrou escanteio e Dourado desviou de cabeça, mas fraco para defesa de Douglas. A essas alturas, Nico López já estava no gramado no lugar de Rossi, que sentiu lesão.

A mudança involuntária seria essencial para o Colorado, mas apenas na reta final da etapa. Antes, Rodrigo Moledo quase carimbou as redes com um forte cabeceio na bola cruzada por D’Ale. O Bahia ameaçou no contragolpe, aos 33 minutos. Zé Rafael ganhou pelo meio e tentou o chute da meia-lua, explodiu na zaga. Voltou para Elton, que tentou de novo da meia-lua, mas Dourado tirou do jeito que dava.

Presente de D’Ale, estrela de Nico

Aos 36, o aniversariante D’Alessandro começou a empacotar o presente para a torcida do Inter. Ele mandou para Patrick na área, o volante cruzou rápido e Nico López antecipou para desviar de cabeça, sem chances para o goleiro. Um a zero para o Colorado e alguma tranquilidade para o segundo tempo. E D’Ale quase ampliou aos 44. Pottker recebeu na direita, o goleiro saiu da meta para marcar e ele voltou com inteligência para o capitão. D’Alessandro chutou forte sem goleiro, mas a bola desviou acima da meta, mantendo o placar antes do intervalo.

O Colorado voltou com a vantagem no escore e apostou nos contra-ataques, deixando o Bahia com a bola, mas sem espaços para criar. O resultado foram várias chances de gol. A primeira delas foi com D’Alessandro. Nico tabelou com Fabiano, invadiu a área e a marcação fechou. Ele serviu D’Alessandro na marca do pênalti, mas o argentino chutou por cima na tentativa de colocar no ângulo esquerdo.

Gol e tranquilidade

Com a transição rápida, o Inter quase ampliou aos 10 minutos. Pottker levou a melhor na direita, depois de uma furada da zaga e centralizou. Nico recebeu na meia-lua e tentou o chute forte, mas mandou por cima.

Só que o uruguaio, que recebe o convite para a festa sempre atrasado, mas comparece; estava impossível. Ele recebeu na frente da área e acionou Edenilson. O volante devolveu com categoria, de cavadinha, e o atacante uruguaio deslocou o goleiro com um chute de chapa no canto direito, golaço pelo conjunto da obra e 2 a 0 para fazer a festa no Beira-Rio.

Mesmo com a bola, o Bahia só conseguiu ameaçar de longe. Nino Paraíba tentou aos 17. Roubou no meio e experimentou a bomba, mas Marcelo Lomba catou firme. Dois minutos depois, Edigar Junio foi lançado de longe e ganhou da zaga, mas Moledo se recuperou para botar o pé na frente na hora da conclusão.

Quase veio a goleada na reta final da partida. D’Alessandro chegou bem na linha de fundo e cruzou com açúcar para Patrick. Com à meta à disposição, ele pegou embaixo da bola e isolou. O garoto Brenner ainda entrou no lugar de Pottker e quase deixou sua marca. Nico López recebeu na direita, livre, leve e solto, cruzou na pequena área e Brenner desviou com o pé, mas o goleirão Douglas fez o bloqueio. O 2 a 0 estava de bom tamanho para iniciar os trabalhos.

Brasileirão – 1ª rodada

Inter 2

Marcelo Lomba; Fabiano, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson, Rossi (Nico López), D’Alessandro (Gabriel Dias) e Patrick; William Pottker (Brenner). Técnico: Odair Hellmann.

Bahia 0

Douglas; Nino Paraíba, Tiago, Douglas Grolli e Léo; Gregore, Elton, Vinícius (Régis), Zé Rafael (Allione)e Marco Antônio (Junior Brumado); Edigar Junior. Técnico: Guto Ferreira.

Gols: Nico López (36min/1ºT e 15min/2ºT).

Público: 22.235.

Renda: R$ 796.275,00.

Cartões amarelos: William Pottker, Brenner (I).

Arbitragem: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão, auxiliado por Fabricio Vilarinho da Silva e Bruno Raphael Pires (trio de Goiás).

Local: Beira-Rio.

 

Fonte: Correio do Povo / Foto: Ricardo Duarte S.C.I

Comente

Seu email não será exibido. Required fields are marked *

*

Ir para o topo da página