HOME > CIÊNCIA E SAÚDE > Como ter uma boa noite de sono? O celular é uma das principais causas de noites mal dormidas
Como ter uma boa noite de sono? O celular é uma das principais causas de noites mal dormidas

Como ter uma boa noite de sono? O celular é uma das principais causas de noites mal dormidas

Antes de tomar remédios é importante tentar a higiene do sono.

O excesso de exposição às telas de computadores, celulares e tablets pode prejudicar muito o sono. Hoje, o celular é o que mais influencia nessa qualidade do sono. Ele tem dois aspectos que atrapalham:

A interatividade do celular eleva o cortisol, deixando o cérebro em estado de alerta, o que atrapalha a indução do sono.

A luz do celular atrapalha a liberação da melatonina, hormônio produzido pela glândula pineal durante o escuro. Sua função é induzir ou facilitar o sono.

A pesquisadora do Instituto do Sono Monica Levy Andersen explicou no Bem Estar desta segunda-feira (3) que a liberação de melatonina mudou com os novos hábitos. As casas ficaram mais iluminadas e ainda temos eletrônicos que contribuem para o atraso da liberação do hormônio.

A ginecologista e pesquisadora do sono Helena Hachul deu dicas para melhorar o seu sono. Antes de tomar um remédio, é importante tentar a higiene do sono:

•  Evite café

•  Apague as luzes da casa

•  Evite telas antes de dormir

•  Faça refeições leves à noite

•  Não leve eletrônicos para a cama

•  Não deixe relógio ao lado da cama

Caso nada dê certo, é preciso avaliar o que está dificultando o sono. Remédios só devem ser indicados por médicos.

Você dorme melhor no frio? (Foto: Augusto Carlos/TV Globo)

Sono e temperatura

O calor atrapalha o sono porque o corpo precisa baixar a temperatura para conseguir dormir. A redução da temperatura corporal sinaliza o cérebro a induzir o sono. Essa redução é importante para a manutenção do sono. Quando ela cai, diminui também a liberação de cortisol, que é o hormônio do estresse.

Fonte: G1 / Foto: Divulgação

•  URI Santiago abre inscrições para o vestibular de verão com três novos cursos

•  Crise na Argentina afeta exportações do RS

•  Tufão ‘Jebi’ deixa 11 mortos e mais de 300 feridos no Japão

•  O que a ciência perde com a tragédia no Museu Nacional

1 comentário

Comente

Seu email não será exibido. Required fields are marked *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Ir para o topo da página