Portal Verdes Pampas

Dinheiro, vaga e melhora de retrospecto: o que o jogo contra a Católica vale para o Grêmio

A partida da noite desta quarta-feira (8) contra a Universidad Católica pode representar um novo momento para o Grêmio após os tropeços no Brasileirão ou a continuidade de vexames na Arena. Podendo até mesmo empatar para avançar às oitavas de final, o time do técnico Renato Portaluppi aposta no duelo das 19h15min como um divisor de águas na temporada, que teve o título gaúcho invicto, mas um começo difícil tanto na Libertadores quanto no campeonato nacional.

Para superar a equipe chilena, que precisa da vitória para se classificar, o treinador gremista garante que seu time não vai mais “dar mole” — expressão repetida diversas vezespor ele depois do fiasco contra o Fluminense, no domingo, quando o Grêmio abriu 3 a 0 em 21 minutos e acabou derrotado por 5 a 4. 

— Vamos voltar a fazer o que estamos acostumados. Não vou mudar muito. O Grêmio não entra para empatar. Em dois anos e meio, conquistamos seis títulos, respeitando os adversários, mas buscando vencer. Se eu tenho as peças, vou jogar sempre para ganhar. Assim, estou sempre mais perto da vitória. Até podemos perder, mas não vamos mais dar mole — salientou.

Pelas palavras do treinador, fica claro que a equipe tirou lições das recentes derrotas para que isso não aconteça no jogo decisivo desta noite. Até porque, além de evitar uma crise que poderia ser a maior desde a volta de Renato ao comando do Grêmio, em setembro de 2016, seguir na Libertadores representa confiança para a estreia na Copa do Brasil e a possibilidade de retomada no Brasileirão, além do aspecto financeiro. 

Sem o torneio continental, as receitas do quadro social, de bilheteria e de vendas de produtos poderiam ser impactadas negativamente. Sem contabilizar as premiações oferecidas pela Conmebol, que representa US$ 1,05 milhão (pouco mais de R$ 4 milhões) aos cofres das equipes que chegarem às oitavas, US$ 1,2 milhão (quase R$ 5 milhões) aos times que avançarem às quartas, US$ 1,75 milhão (cerca de R$ 7 milhões) para os semifinalistas e US$ 12 milhões (mais de R$ 47 milhões) ao campeão — e metade para o vice.

Ficha Técnica

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre-RS

Data: 08 de maio (quarta-feira)

Horário: 19h15(de Brasília)

Árbitro: Nestor Pitana-ARG

Assistentes: Hernan Maidana-ARG e Juan Belatti-ARG

Grêmio: Paulo Victor, Léo Gomes, Geromel, Kannemann e Cortez, Michel (Rômulo e Thaciano), Maicon, Jean Pyerre e Alisson, Everton e André.

Técnico: Renato Portaluppi

Universidad Católica: Dituro, Magnasco, Lanaro, Kuscevic e Conejo, César Fuentes, Aued, Pinares e Fuenzalida, Riascos (Saéz) e Puch.

Técnico: Gustavo Quinteros