HOME > DESTAQUES > Google faz parceria para combater notícias falsas em resultados de buscas
Google faz parceria para combater notícias falsas em resultados de buscas

Google faz parceria para combater notícias falsas em resultados de buscas

A Google anunciou na última semana uma nova parceria que deve ajudar a combater a disseminação de notícias falsas ou “fake news” nos resultados de buscas do Google Search. A empresa estará trabalhando com a International Fact-Checking Network (IFCN) para remover dos resultados toda e qualquer notícia que publicar dados errados ou falsificados.

“Com tanta informação disponível o tempo todo e em qualquer tipo de dispositivo, o poder de rapidamente distinguir o que é verdade do que é falso na web é cada vez mais importante”, disse a Google em uma publicação oficial em seu blog. Com isso, a Google começará a mostrar resultados de buscas com notícias verificadas sobre os princípios da IFCN a fim de desmentir rumores que as pessoas possam encontrar no buscador quando pesquisam alguma coisa relacionada.
No exemplo que você confere, uma pessoa digita no buscador: “o furacão irma é de categoria 6?”. O primeiro resultado traz uma notícia com fatos verificados desmentindo rumores e uma resposta direta logo abaixo explicando que organização noticiosa verificou aquilo como verdadeiro ou falso e qual é o veredicto. No caso, a CBS informou que “não existe furacões de categoria 6”.

Junto com a IFCN, a Google ajudará a aumentar o número de jornalistas trabalhando exclusivamente na checagem de informações e rumores da web. A empresa também ajudará a expandir os princípios da checagem de informações ao traduzir o guia de conduta para essa prática feito pela IFCN para mais línguas e ainda fornecerá ferramentas de software gratuitamente para as pessoas que trabalham nesse ramo identificarem com mais agilidade informações equivocadas.
A checagem de informações ficou especialmente importante depois de grandes eleições presenciais pelo mundo, incluindo os últimos pleitos em países como Brasil, EUA e Alemanha. Por aqui, uma organização chamada Aos Fatos inclusive está trabalhando em parceria com a IFCN e seus resultados devem aparecer nas buscas do Google para checar dados duvidosos.

 

Fonte: TecMundo / Foto: Imagem Ilustrativa

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ir para o topo da página
Pular para a barra de ferramentas