HOME > DESTAQUES > Grêmio vence Lanús e conquista o tri da Libertadores
Grêmio vence Lanús e conquista o tri da Libertadores

Grêmio vence Lanús e conquista o tri da Libertadores

Com presença de 5 mil torcedores gaúchos no estádio La Fortaleza, em Buenos Aires, o Grêmio venceu o Lanús por 2 a 1 na noite dessa quarta-feira (30). O placar, combinado à vitória de 1 a 0 em casa no primeiro jogo, deu ao Tricolor o tricampeonato da Copa Libertadores da América.

Os gols foram marcados pelos atacantes Fernandinho e Luan, respectivamente aos 26 e aos 41 minutos do primeiro tempo, ao passo que os donos da casa descontaram com Sand, de pênalti, aos 26 minutos da etapa complementar.

Esta foi a primeira vez em que um brasileiro conquista o título continental como jogador e depois como técnico: o treinador Renato Portaluppi levantou a taça em 1983, pelo próprio clube gaúcho, no qual atuava como ponta-direita (no bicampeonato, em 1995, ele vestia a camisa do Fluminense).

Primeiro tempo

Após um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do acidente aéreo da Chapecoense, que completou um ano nessa quarta-feira, o jogo começou com o Lanús cometendo muitas faltas. Logo aos 5 minutos, o zagueiro García Guerreño, do Lanús, recebeu um cartão amarelo por entrada forte no volante gremista Ramiro.

O primeiro chute a gol, porém, foi do Grêmio: após boa troca de passes pela esquerda de ataque, aos nove minutos, Lucas Barrios tocou para Luan que passou para Fernandinho dentro da área. O atacante chutou cruzado e rasteiro, mas o goleiro Andrada defendeu a finalização.

O placar foi aberto aos 27 minutos, em uma jogada de contra-ataque tricolor. O Lanús avançava rumo à área gremista, quando a zaga gaúcha afastou e os jogadores do Lanús fizeram uma “papagaiada”, com erro de passe aproveitado pelo time de Renato Portaluppi. Fernandinho atravessou o campo com a bola nos pés até a área adversária, onde finalizou na saída do goleiro Andrada.

Dois minutos depois, o Lanús teve uma falta perto da grande área para cobrar. O lateral-esquerdo Velázquez bateu com perfeição e o goleiro Marcelo Grohe saltou para fazer uma bela defesa e espalmar para escanteio. Aos 30 minutos, em novo contra-ataque gremista, Ramiro passou para Edílson, na direita, o lateral arriscou o chute. A bola saiu torta, mas no meio da área Arthur finalizou, por pouco não acertando o ângulo esquerdo de ataque.

Os jogadores do Lanús demonstravam nervosismo e ansiedade. Com isso, erravam passes considerados simples. O Grêmio aproveitava os erros do adversário para tocar a bola e administrar o resultado, o que culminou em mais um gol, aos 41 minutos: lançado pelo volante Jaílson, Luan dominou a bola e foi passando pelos marcadores até ficar diante do arqueiro Andrada, que acabou encoberto com um toque de letra. Grêmio 2 a 0.

Segundo tempo

Aos cinco minutos, o volante Arthur deixou o jogo com dores no calcanhar, sendo substituído por Michel. Aos 10 minutos, o Lanús chegou com muito perigo. Após boa troca de passes entre os jogadores grená, Acosta tentou um chute que explodiu em Bressan. No rebote, Sand finalizou, mas pelo lado de fora da rede.

Os mandantes tentavam pressionar, com poucas chances efetivas e insistindo nos cruzamentos para a área. Em uma cobrança de falta na direita de ataque gremista, o lateral Edílson ergueu a na área para o Lucas Barrios, que desviou de cabeça, quase ampliando o escore.

Aos 26 minutos da etapa complementar, o Lanús entrou na área tocando a bola e o atacante Sand foi derrubado na área por Jailson: pênalti. O próprio Sand cobrou, descontando para os argentinos. O goleiro Marcelo Grohe pulou para um lado e a bola entrou no outro canto. Com o gol, o atacante se isolou na artilharia da Libertadores, com nove gols.

Aos 30 minutos, após a zaga gremista afastar a bola, Marcone ficou com o rebote e arriscou de fora da área. A redonda passou perto do gol defendido por Marcelo Grohe e assustou a torcida do Grêmio. Após o Lanús não fazer o fair play, o meia Ramiro fez uma falta dura e recebeu cartão amarelo. Contudo, o gremista seguiu reclamando e o árbitro o expulsou.

Aos 44 minutos, Luan desperdiçou a chance de matar a partida. Em contra-ataque puxado por Fernandinho, o atacante tocou para o camisa 7 que recebeu livre na área e tentou um toque por cima do goleiro Andrada. A bola passou tirando tinta da trave, em um quase-gol-de-placa. Com um atleta a mais, o Lanús pressionou muito o Tricolor. Mesmo com cinco de acréscimos, não adiantou e o Grêmio se sagrou tricampeão da Copa Libertadores da América.

Escalações

O Grêmio do técnico Renato Portaluppi colocou em campo Marcelo Grohe, Edílson, Pedro Geromel, Bressan (Rafael Thyere), Bruno Cortez, Jailson, Arthur (Michel), Ramiro, Luan, Fernandinho e Lucas Barrios (Cícero).

Já o Lanús, sob o comando de Jorge Almirón, escalou Andrada, José Gómez, Guerreño, Marcelo Herrera (Marcelino Moreno), Maxi Velázquez (Denis), Marcone, Pasquini, Román Martínez, Alejandro Silva (Rojas), Lautaro Acosta e José Sand.

 

Fonte: O Sul / Foto: AP Photo / Gustavo Garello

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ir para o topo da página
Pular para a barra de ferramentas