HOME > DESTAQUES > O que trava a negociação do Inter com o Atlético-MG por Elias
O que trava a negociação do Inter com o Atlético-MG por Elias

O que trava a negociação do Inter com o Atlético-MG por Elias

Está nas mãos de Levir Culpi a contratação de Elias pelo Inter. O volante de 33 anos é um sonho antigo da direção colorada e estava com todas as bases acertadas para desembarcar em Porto Alegre nos próximos dias. Mas esbarrou no técnico do Atlético-MG. Foi isso que o diretor-executivo de futebol do Inter, Rodrigo Caetano, ouviu em Belo Horizonte em reunião com o presidente do Galo, Sérgio Sette Câmara, na sede administrativa do time mineiro, na tarde desta quarta-feira (9). Há o interesse do treinador do Atlético-MG em contar com o experiente jogador em 2019 e, por isso, a recusa da direção em liberá-lo para o Inter neste momento.

Caetano viajou a Belo Horizonte com tudo acertado com o atleta. O contrato de dois anos foi o que acabou seduzindo o volante a sinalizar positivamente para a direção colorada. Elias tem vínculo com o Galo até janeiro de 2020 e, no meio do ano, poderá assinar um pré-contrato com outro clube.

Até quarta, o meio-campista não havia sido chamado para renovar, o que tem deixado, por um lado, o caminho aberto para o Inter e, por outro, um desconforto em Elias com a direção mineira. Nomes bem menos expressivos, inclusive reservas como Lucas Cândido e Patric, já foram chamados para ampliar suas permanências no Atlético-MG, e Elias, não.

O desejo de Levir é levado em conta pelo presidente justamente porque Elias cavou sua titularidade três meses antes do treinador anunciar sua volta ao Atlético-MG. Quando o time ainda era comandado por Thiago Larghi – ele foi demitido em outubro –, o volante oscilou bastante, apesar de sempre ser a primeira opção entre os reservas. Mas mudou seu status com as lesões de Adílson e Gustavo Blanco, os dois titulares até então, na parada para a Copa do Mundo. E não saiu mais do time.

Viu seus parceiros de meio-campo revezarem entre Galdezani, este já em Porto Alegre para ser anunciado como reforço do Inter, Zé Welison e Adílson, que voltava de lesão, mas manteve sempre seu lugar entre os 11 sob o comando de Levir. Elias participou de 46 jogos dos 64 disputados no ano passado pelo Atlético-MG. 

A insistência do Inter em ter Elias no grupo passa pela experiência do jogador e seu estilo de jogo versátil. Volante de origem, terminou a temporada de 2018 atuando mais adiantado no meio-campo, mantendo um padrão encontrado nos jogadores atuais do grupo do Inter. 

— Elias é um jogador que divide a opinião da torcida do Atlético-MG. Ajuda muito na parte ofensiva, faz gols importantes. Mas realmente peca na parte defensiva.  Ele tem sido escalado como segundo volante, mas seu melhor momento foi como meia direita — garante o repórter Fred Ribeiro, do jornal Hoje em Dia, de BH. 

Comente

Seu email não será exibido. Required fields are marked *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ir para o topo da página