HOME > DESTAQUES > Temporal destelha casas e provoca queda de árvores no RS
Temporal destelha casas e provoca queda de árvores no RS

Temporal destelha casas e provoca queda de árvores no RS

Confirmando o alerta emitido pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul, uma forte chuva, acompanhada de rajadas de vento, atinge o estado nesta segunda-feira (7). No interior, alguns municípios tiveram estragos.

Na Região Noroeste do estado, a cidade de Condor registrou queda de árvores e destelhamento de 70 casas e 10 estabalecimentos comerciais. Inicialmente, a prefeitura estimou 400 pessoas desabrigadas. No fim da tarde, a administração informou que, na verdade, são 400 pessoas atingidas e que não há desabrigados. O município tem pouco mais de 6,5 mil habitantes.

O vendaval que atingiu, principalmente, o bairro central de Condor provocou estragos também em uma escola e um ginásio. O vento forte durou menos de cinco minutos.

Mercado foi destelhado por conta do vento forte em Condor — Foto: Fernando de Quadros Soares
Mercado foi destelhado por conta do vento forte em Condor
— Foto: Fernando de Quadros Soares

A prefeitura está trabalhando em conjunto com a Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e Brigada Militar para avaliar os danos, distribuir lonas para as famílias desabrigadas e fazer a limpeza das vias públicas. Parte da cidade está sem energia elétrica.

Segundo a Somar Meteorologia, a chuva chegou ao estado pela região de Uruguaiana, na Fronteira Oeste. Por lá, o vento alcançou 110 km/h. Ainda pela manhã, houve queda de árvores na cidade, de acordo com a Defesa Civil do RS.

Os maiores acumulados de chuva foram registrados em Quaraí, Alegrete e Caçapava do Sul, nas regiões Central e na Fronteira Oeste do estado.

Na Capital

Temporal atingiu Porto Alegre na tarde desta segunda-feira — Foto: Fabiana Bonugli/G1
Temporal atingiu Porto Alegre na tarde desta segunda-feira — Foto: Fabiana Bonugli/G1

Em Porto Alegre, a chuva chegou por volta das 15h30. Conforme a Somar Meteorologia, ela chegou acompanhada de rajadas de vento na casa dos 85km/h, registradas na altura do Aeroporto Salgado Filho. Com a chegada do temporal, a temperatura caiu rapidamente na Capital. Passou de 35°C para 26°C em 40 minutos, ou seja, houve uma queda de quase 10°C em menos de uma hora.

De acordo com a Empresa Pública de Transporte e Circulação de Porto Alegre (EPTC), alguns semáforos ficaram fora de operação por conta do temporal. Também houve quedas de postes de energia, que bloquearam algumas ruas.

Falta de luz

Na área de abrangência da CEEE, aproximadamente 20 mil clientes estavam sem luz até às 5h50 desta terça-feira (8). O número chegou a 150 mil no auge do temporal, de acordo com a companhia. Principais ocorrências são na Zona Norte de Porto Alegre, Alvorada e Guaíba.

Já ná área de concessão da RGE, foram 170 mil clientes afetados. Na manhã desta terça, o número havia baixado para 46 mil. Conforme a assessoria de imprensa da concessionária, as cidades mais afetadas são Alegrete, Uruguaiana, Santa Maria, Santa Rosa, São Borja, Frederico Westphalen, Santo Ângelo, Santa Cruz do Sul, Venâncio Aires, Portão, Nova Santa Rita e Montenegro.

A RGE alerta para que os moradores não toquem em fios e cabos soltos, pois eles podem estar energizados. Equipes trabalham no restabelecimento da energia.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ir para o topo da página
Pular para a barra de ferramentas